A Câmara municipal de Loures, uma das acionistas dos Serviços Intermunicipalizados de Água e Residuos Loures/Odivelas, aprovou esta quarta-feira o investimento de 4 milhões de euros por estes serviços intermunicipais. Hugo Martins, presidente da Câmara Municipal de Odivelas, a outra acionista, disse ao Odivelas Notícias que na próxima quarta-feira também o municipio de Odivelas vai aprovar este investimento.

O edil de Odivelas disse ainda que «Desde a constituição dos SIMAR que o Conselho de Administração encetou uma programação e uma calendarização de um conjunto alargado de investimentos, quer ao nivél da rede de abastecimento de água quer ao nível da recolha dos resíduos sólidos urbanos, visando a melhoria da qualidade do serviço que é prestado e da eficácia e eficiência dos SIMAR».

Hugo Martins referiu a existência «De vários investimentos na rede de distribuição de água e na telegestão, que permite monitorizar ao minuto toda a rede de abastecimento de água e assim fazer o controlo da rede para que, de uma forma mas rápida e eficaz, normalizar as situações de rotura, minimizando os desperdícios de água e os inconvenientes para os consumidores».

Também as infraestruturas de subsolo vão ser renovadas, segundo Hugo Martins, assim como o serviço de recolha dos resíduos sólidos.

Para que seja possível todo este investimento a empresa intermunicipal está a concorrer a fundos comunitários ao abrigo do Programa Portugal 2020. «Vamos criar condições para dar cumprimento ao Plano Estratégico de Resíduos Sólidos Urbanos que visa reduzir a produção de resíduos e aumentar a taxa de reciclagem. O investimento vai ser ao nível do equipamento comn a modernização dos equipamentos de recolha, mas também no incentivo à população para a produção de menos lixo e aumentar a reciclagem».

Hugo Martins sublinhou que um ano após a criação dos SIMAR já existem resultados visíveis «Com a remodelação da rede de água na Serra da Luz, com quase dois quilómetros de rede substituída; com a construção, que está em curso, do reservatório da Zona Baixa de Caneças, um investimento superior a 400 mil euros; com o início do procedimento no Tribunal de Contas para a substituição da conduta elevatória que leva a água da Amoreira para Caneças num investimento de perto de 800 mil euros; como também a primeira fase da substituição da rede de água no centro da freguesia de Caneças, com um investimento de cerca de 400 mil euros».

O presidente da Câmara disse ainda que se vão seguir investimentos no bairro Dr. Mário Madeira, na freguesia da Pontinha, no Bairro dos Cágados e na Codivel, na freguesia de Odivelas «Que são os que foram definidos como prioritários para a substituição da rede, muita dele com mais de 40/50 anos e ainda em fibrocimento».