É bem verdade caros leitores, a fruta da época está a atacar forte e feio.

Na minha casa as viroses vieram para ficar e não poupam nada nem ninguém.

Dores de cabeça e no corpo, nariz a pingar e um sem número de sintomas que afectam a nossa vida diária.

Fruta da época.

Estão a ver pelo quadro clínico como me sinto?

Será que alguns árbitros de futebol sofrem destes sintomas quando apitam os ditos clubes grandes.

Bem, quem fica com dores de cabeça e no corpo são os seus adversários, ou os ditos clubes pequenos, que semana após semana são penalizados com decisões que os deixam quase de cama, ou pelo menos de rastos devido aos resultados nefastos deste tipo de doença.

Será que o futebol português está constipado?

Talvez seja da fruta da época?

Noutros tempos a “fruta” era outra mas esses tempos já lá vão…

A verdade, verdadinha, é que os grandes sempre foram e sempre irão continuar a ser beneficiados.

Torçam o nariz ou as orelhas que de nada vale.

A história recente não engana ninguém.

A lei do mais forte e do que grita mais alto resulta, e se resulta.

Espero que a arbitragem portuguesa tome alguns anti-histamínicos para aliviar o sofrimento dos mais pequenos que ficam mais expostos a estas epidemias.

As farmácias não estão preparadas para este tipo de fenómenos ou será que a vacina para gripe evita alguma coisa?

Pois, não sei?

Eu não tomei porque pensei que não estava no grupo de risco, o mesmo não pode dizer o pessoal do Passos de Ferreira ou do Moreirense, entre outros…

O que a medicina tem de evoluir.

Se a gripe for efectivamente muito forte, sempre se pode considerar estado de calamidade pública e pode ser que alguém lá dos lados do palácio de São Bento ajude.

A esperança é a última a morrer…

Por cá neste cantinho á beira-mar plantado vale quase tudo, quase…

Pior mesmo é quando nos confrontamos com equipas de algum nível europeu e não é preciso defrontar as equipas Top para que de imediato apareçam todos os fantasmas e fragilidades que assolam o futebol luso.

Vejamos as prestações das equipas portuguesas na passada semana.

Fraquinho, fraquinho.

Futebol sem chama feito aos repelões e sem objectividade.Diria mesmo, engripado.

Voltamos á vaca fria, é a fruta da época!

Depois de tudo isto talvez se safe o Braga em salvação da nossa honra.

Valha-nos isso!

Bem já que estou no vale dos lençóis vou puxar os cobertores para tapar as orelhas que isto não está fácil.

Até para a semana e as melhoras… ao futebol português.

Sejam felizes.