A Juventude Popular de Odivelas aprovou, por unanimidade, em reunião da sua Comissão Política Concelhia, apoiar a candidatura de Assunção Cristas à liderança do CDS/PP XXVI Congresso Nacional que se realiza a 12 e 13 de março em Gondomar, informa esta estrutura partidária em nota de imprensa enviada ao Odivelas Notícias.

A nota informa ainda que «A convite da direção de campanha da candidata, o presidente da Juventude Popular de Odivelas, João Pedro Galhofo, e o presidente da mesa do plenário concelhio, André Reis, deslocaram-se até Leiria, terra pela qual foi candidata nas legislativas de 2015, à apresentação da candidatura da Professora de Direito. Desde esse momento, a Juventude Popular de Odivelas disponibilizou-se a dar o seu contributo na área da Educação e da Avaliação Escolar para a Moção Global que Assunção Cristas levará ao Congresso Nacional, desejo esse que foi imediatamente acolhido pela candidata. A Juventude Popular de Odivelas colaborou ainda na organização da sessão pública de esclarecimentos com militantes e simpatizantes que teve lugar em Lisboa, na Sede Nacional do CDS. Numa sala repleta de caras conhecidas, desde logo o presidente da Distrital de Lisboa do CDS, o deputado Telmo Correia, que moderou a sessão, mas também o antigo eurodeputado Diogo Feio e o ex-secretário de estado do turismo, Adolfo Mesquita Nunes, entre outros, a deputada e candidata à liderança do CDS apresentou-se como a candidata da proximidade, que privilegia o contacto direto com as pessoas, que deseja unir o Partido com o contributo de todos, que ambiciona fazer crescer o Partido por o abrir à sociedade civil e por ter uma nova forma de fazer política longe dos cânones habituais da relação dos eleitos e dos eleitores. “ Unidos para Crescer” foi o lema que escolheu para a sua candidatura à liderança do CDS/PP. O presidente da Juventude Popular de Odivelas, João Pedro Galhofo, e o seu vice- presidente, Hugo Neto, vão incorporar a lista de congressistas nacionais pelo CDS Odivelas que se submeterá a eleições no próximo dia 20 de Fevereiro, na Sede Nacional do CDS».